Reflexões

Quando Eu Vir O Sangue Passarei Por Vós (final)

YHVH: Tzadik uMatzedik do que nEle crê

Yeshua HaMashiach A Quem Deus propôs como Propiciação – leKapparah, mediante a fé no seu sangue – bedamO”

 

“Para manifestar a Sua Justiça, por ter Deus, na Sua tolerância, deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; tendo em vista a manifestação da Sua Justiça no tempo presente, para Ele mesmo ser Justo e o Justificador daquele que tem fé em Yeshua.” Romim 3:25-26

O Deus Santo aceitou, desde Gan Eden, sangue de animais que cobria os pecados, sem que jamais os eliminasse, e conferia perdão deles ao pecador que, de coração, levava o sacrifício ao Altar, porque Ele prometera o Remidor de Israel – Goalo, Semente de Avraham, David, de uma virgem da casa de David – o Fiador de uma Aliança superior, com base no sangue superior, no tempo por Ele determinado – moadO! (Bereshit 12:3; Drivê Hayamim Álef 17:11; Tehilim 89; Yeshaiahu 7:14; 44:6; ‘Ivrim 7:22; 8:6)

Por causa do sangue superior, no tempo por Ele determinado e, somente por este motivo, Ele aceitou o sangue de animais!

“Tendo em vista a manifestação da Sua Justiça no tempo presente, para Ele mesmo ser: Justo e o Justificador daquele que tem fé em Yeshua.”

Este moed, é o tempo determinado, pelo eterno Deus, para um encontro no lugar por Ele determinado!

Como revelado previamente, o tempo, lugar e evento determinados – moed, plenamente manifestados e registrados, dividindo a história em antes e depois da demonstração da Tzidekat Elohim é: Dia 14 de Nissan (primeiro mês) do Ano 32 A.D., o cumprimento de Pessach, beHar Moriah, beTzion, Yerushalayim!

Exatamente 483 anos ou 173.880 + 4 dias após a saída da ordem para reedificar Jerusalém (Daniel 9:25,26), decreto expedido por Artaxerxes no seu 20º ano de reinado, 465 a.C. (Nechemiah 2:1), ANTES da destruição do Segundo Templo, no ano 70 A.D.! (Daniel 9:26)

O Monte Moriah em Sião, Jerusalém

Onde a Justiça de Deus

foi demonstrada, provada,

cumprindo o que fora revelado,

em figura e sombra das coisas celestiais,

no Monte Sinai – HaMishkan

 

YHVH:  Justo e o Justificador – Tzadik uMatzedik

YHVH é justo

“E, passando YHVH por diante dele, clamou: YHVH YHVH El (Echad), compassivo, clemente e longânime e grande em misericórdia e fidelidade; que guarda a misericórdia em mil gerações, que perdoa a iniquidade a transgressão e o pecado, ainda que não inocenta o culpado, e visita a iniquidade dos pais nos filhos e nos filhos dos filhos, até à terceira e quarta geração!” Shemot 34:6,7

“YHVH é tardio em irar-Se, mas grande em poder e jamais inocenta o culpado…” Nachum 1:3

 

YHVH é o justificador – MatzEdik

A justificação é uma declaração forense de justiça.

 

Resulta da imputação graciosa, por Deus, da Justiça do Mashiach –

A Obra Justa de Deus em favor daquele que nEle crê, o pecador que não pode, de si mesmo, fazer qualquer obra justa para ser aceito!

Portanto, é um ato judicial de Deus através do qual Ele, em justiça, declara e trata como justo aquele que crê em Yeshua Mashiach.

É declarado pelo próprio Juiz, sobre o crente que foi justificado, que não há nenhuma acusação contra ele (Yeshaiahu 43:25).

Assim, a fé não é um substituto para a justifiça, mas, a fé é justiça; justiça em germe de fato, mas, ainda justiça genuína!

O ato da fé inaugura uma vida justa e um caráter justo, derivados de Deus.

 

Onde, pois, a glorificação do pecador?

“Onde, pois, a jactância? Foi de todo excluída. Por que lei? Das obras? Não; pelo contrário, pela lei da fé.”

A justificação é provisionada pela graça de Deus, portanto, apropriada pela fé!

“E, se é pela graça, já não é pelas obras; do contrário, a graça já não é graça… visto que ninguém será justificado diante dEle por obras da lei, em razão de que pela lei vem o pleno conhecimento do pecado.” Romim 11:6; 3:20

A definição de graça, favor, tem a sua força no fato de ser ele, o favor, imerecido, sem mérito!

A Torah não procede de fé, exige mérito para a Seu cumprimento (Vaicra 18:5; Galatim 3:12;).  Portanto, a Torah irá mostrar exatamente este fato – o homem não possui mérito, é um criminoso perante a Santidade de Deus.

Assim, é a graça de Deus, Seu favor ao que não merece absolutamente nada, que lhe confere todas as bênçãos prometidas pelo amor justo de Deus, exatamente por ter ele aceitado este fato, colocando-se no lugar onde o favor pode alcançá-lo.

 

O reconhecimento necessário por parte ‘do sem mérito’

Todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapos de menstruação; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades, como um vento, nos arrebatam… Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho…”  Yeshaiahu 64:6; 53:6a

 

A Graça Justa de Deus

“Mas, YHVH fez cair sobre Ele (Seh HaPessach) a iniquidade de nós todos O Meu Servo, o Justo – Yeshua Mashiach, com o Seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre Si.” Yeshaiahu 53:6b,11

“Assim diz YHVH: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem o forte, na sua força, nem o rico, nas suas riquezas; mas, o que se gloriar, glorie-se nisto: em Me conhecer e saber que Eu sou YHVH e faço misericórdia, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz YHVH.”Yirmiahu 9:23,24

Aqui está uma parte do testemunho de Mottel Baleston, no site – Imet Messiah.com

“Porque as únicas pessoas que conheci, as que criam em Jesus, eram todas católicas italianas, eu imaginei que Jesus fosse italiano. Então, o entendimento de que Ele realmente é judeu foi um choque!

Quando abri o Novo Testamento, estava esperando encontrar um manual de como perseguir o judeu. Meus avós tinham alertado que ele foi escrito por pessoas que mataram os judeus. Era o que eu estava esperando ver e, quando eu o abro, leio uma história escrita por judeus, acerca do povo judeu!

Abri (o NT) e eis a primeira sentença: Ele diz: “Esta é a genealogia de Jesus, o Messias, o Filho de Davi, o Filho de Abraão…” Assim, três pessoas são mencionadas, e elas são todas judias!

Eu estava completamente chocado e, à medida que continuava lendo, eu estava lendo a história de um Homem judeu, que nasceu em uma aldeia judaica, num país judeu, que um dia entra em uma sinagoga e anuncia que Ele é o Messias…

Ao vir a crer que Yeshua – Jesus era o Messias, ficava claro que aquela era a coisa mais judaica que eu poderia fazer. Este não é Alguém que é um renegado do nosso povo, Este é Aquele que foi prometido em nossa Bíblia!

O capítulo 53 de Isaías – é surpreendente! Se você apenas lesse aquele capítulo sem a Bíblia à sua volta, você diria “Ah! Esta é alguma Bíblia cristã, Este é Jesus!”

Então, quando você percebe que ele está no meio de nossa Bíblia, nossa Bíblia judaica…”

Por esta razão, a justificação do judeu é a partir da fé, a fé que germina daquela fé que foi detalhada e prometida anteriormente, por Deus, ao Seu povo!

Porém, para os goyim, que estão sem HaMashiach, separados da comunidade de Israel e estranhos às Alianças da Promessa, não tendo esperança e sem Deus no mundo, a justificação deles é atavés da fé, desde o princípio anunciada a Israel, a vinha dileta de YHVH!

 

Conclusão

Não há distinção entre judeus e gentios quanto ao pecado.

Mas, como Ruach HaKodesh salientou, os judeus têm vantagem em todos os aspectosprimeiramente, porque a eles foram confiadas as Palavras de Deus!

Os goyim desprezaram o conhecimento de Deus após minucioso exame (Romim 1:28), mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança de criaturas e, estas, corrompidas (Romim 1:23), mudaram a Verdade de Deus em mentira, adorando e servindo a criatura em lugar do Criador (Romim 1:25), tendo sido entregues a si mesmos (Romim 1:24,26,27) pelo Deus Santo, “O Qual, nas gerações passadas, permitiu que todos os povos andassem nos seus próprios caminhos; contudo, não Se deixou ficar sem testemunho de Si mesmo.” Ma’asey Hashlichim 14:16,17

A nação de Israel não foi escolhida dentre as nações, mas, foi criada por Deus para ser a Sua testemunha àqueles que O haviam desprezado! De um homem envelhecido e de uma mulher estéril e envelhecida, ambos sem semente (Bereshit 18:11; 17:17), Deus formou Israel, vivificando, sobrenaturalmente, Avraham e Sara, formando a grande nação israelita.

Em Yeshaiahu 5, YHVH chama Israel de Sua vinha, “sachou-a, limpou-a das pedras e a plantou de vides escolhidas; edificou no meio dela uma torre e também abriu um lagar. Ele esperava que desse uvas boas, mas deu uvas bravas Porque a vinha de YHVH dos Exércitos é a casa de Israel, e os homens de Judá são a planta dileta de YHVH.” Yeshaiahu 5:2,7

YHVH chamou Israel “de oliveira verde, formosa por seus deliciosos frutos; mas agora… acendeu fogo ao redor dela…” (Yirmiahu 11:16), isto é, uma oliveira que foi cuidada, não uma oliveira brava, zambujeiro, que cresce por si mesma, incapaz de dar frutos ou, se os dá, são impróprios para consumo  (dicionarioinformal.com.br).

Vinha de vides escolhidas e boa oliveira, porque Deus agraciou esta nação com o Seu conhecimento, manifestando-Se aos seus filhos, na Shekhinah (שְׁכִינָה), fazendo-lhe promessas, cujo alcance seria para todas as nações da terra, mas, através de Israel.

Porém, Ele revela que a vinha deu uvas bravas, a boa oliveira se voltou, em infidelidade, para outros deuses.

Não se deixe enganar, YHVH não inocenta o culpado, porém, “coração compungido e contrito não o desprezarás, ó Deus!” (Sl 51:19)

Como somente YHVH pode ser Salvador, Ele Se fez Homem, Semente de Avraham, de Yehudah, de David, de uma virgem da casa de David – ImmanuEl (Yeshaiahu 7:14) para ser o Goel e o ResgateSeh HaPessach!

Eis o sangue da AliançaHineh dam-haBrit que YHVH cortou convosco… Brit HaChadashah, cortado com a casa de Israel e com a casa de Judá…. Pois perdoarei as suas iniquidades e dos seus pecados jamais me lembrarei!” Shemot 24:8; Yirmiahu 31:30(31),33(34)

YHVH tem:

  • o Evento,
  • o Lugar e
  • o Tempo, determinadosMoadO

Et-HaPessach, bemoado, antes da destruição do segundo Templo!

Qualquer um que quiser pode ser libertado da escravidão ao pecado, ser perdoado de todos os seus pecados e declarado justo diante dEle – matzah:

 

Pessach Hu LaYHVH!

וְהָיָה ההַדָּ לָכֶם לְאֺת …וְרָאִיתִי אֶת־הַדָּם וּפָסַחְתִּי עֲלֵכֶם

 

O Sangue derramado no tempo, evento e lugar específicos e determinados!

Você tem o sangue, que faz kippur, por sinal?

 

Chag Pessach Sameach baYeshua!

 

VLAA