Convite do Eterno

No Tanach, entre muitos, há um convite do Eterno para nos achegarmos e, usando nossa capacidade de raciocínio, arrazoarmos com Ele sobre os fatos históricos, isto é, sobre os fatos reais, não meras fábulas engendradas pela imaginação do homem, fatos estes que são o cumprimento de Sua Palavra e o resultado de Sua soberana condução dos eventos humanos, para, então, podermos concluir sobre a natureza do Seu caráter e de Suas Promessas: É Ele realmente Elohey Amen, El emet, o Deus da verdade, ou, não?
(leia mais)

HaBIRCAT Avraham: JHVH Tzidkenu  –    יהוה צִדְקֵנוּ

“Eis que vêm dias, diz o Eterno, em que levantarei a David um Renovo Justo/Tzemach Tzadik  (צֶמַח צַדִּיק)… Será este o Seu Nome com que será chamado: JHVH Justiça nossa – JHVH Tzidkenu.” Irmiahu 23:5,6

O Eterno fez a promessa, ao rei David, da vinda de Tzemach Tzadik, o Eterno nossa justiça, por causa da nossa extrema necessidade, pois, há uma sentença pesando sobre a raça humana: “A alma que pecar, essa morrerá.” Iechezqel 18:4,20
(leia mais)

Abrahão – Pai de todos os que crêem

לְאָב לְכָל־הַמַּאֲמִנִים

Para criar a nação de Israel, o Eterno foi buscar um homem que habitava, com sua parentela, em Ur dos caldeus, na Mesopotâmia.

O Deus da Glória apareceu a Abrão e lhe fez A Promessa
(leia mais)

Justiça da fé / Tzidekat haemunah: é a Justiça de Deus / Et Tzidekat Elohim (אֶת־צִדְקַת אֱלֹהִים)

A Promessa a Abrão incluiu Haberacah: “em ti serão benditas todas as famílias da terra.” Como toda as outras Promessas, esta, também, o Eterno cumpriu!

"Dos céus, olha o Eterno para os filhos dos homens para ver se há quem entenda, se há quem busque a Deus. Todos se extraviaram e juntamente se corromperam; não há quem faça o bem, não há nenhum sequer… Porque à Tua vista não há justo nenhum vivente.” Tehilim 14:2,3; 53:3,4; 143:2, pois, “não há  homem que não peque.” Melachim Álef 8:46

(leia mais)